free website stats program

Dinosaur Jr. – Give a Glimpse of What Yer Not

Com um legado desde os anos 80, os Dinosaur Jr. já há muito que deixaram a sua marca no mundo do Indie Rock, tendo inclusive sendo responsabilizados como uma das maiores influências do Grunge nos anos 90, com o seu Rock emocional alimentado pelo virtuosismo pacato de J Mascis.

No entanto, desde 2007, quando o baixista Lou Barlow regressou para a banda e estes editaram o bem-sucedido Beyond que o trio de Massachussets tem voltado à ribalta, promovendo o revivalismo do Rock Alternativo sujo e de contornos Emo que os tornou num fenómeno. Seguiram-se FarmI Bet On Sky, que prolongaram a boa forma dos Dinosaur Jr e desembocaram neste novo disco, que não só sustém o grande momento que a banda vive, como explora os limites do seu som de forma convincente.

Em Give a Glimpse…, tal como já vai sendo regra nos discos de Dinosaur Jr., o destaque vai para a guitarra de Mascis, que chega a lugares em que a sua voz pachorrenta não consegue, como fica marcado no solo extenso e magnífico de “Be a Part”, que de outra forma dificilmente passaria a mediania.

No entanto, há também contenção quando a banda cria músicas mais curtas, apelando ao seu lado de skater na incisiva “Tiny” que soa quase ao Pop Punk de uns Green Day a espaços, ou no optimismo agridoce da fantástica “Good To Know” e o seu riff enganadoramente alegre.

No entanto, é quando os músicos se entregam à experimentação sem limites que o álbum atinge novos níveis de grandeza: “I Walk For Miles” é quase um tributo a Black Sabbath com o seu riff sujo e pesado e solos épicos, revelando-se o melhor momento no disco sem um segundo a mais nos seus 5 minutos e meio e “Mirror” mostra uma sensualidade quase reminiscente de uns Queens of The Stone Age com o seu refrão que nos transporta até ao deserto, fazendo de momentos mais formulaicos pálidos em comparação, como na competente mas pouco mais “I Told Everyone”.

De notar ainda que Lou Barlow recebe créditos de composição de novo em vários momentos do disco, como se tem vindo a mostrar constante desde o seu regresso à banda, assinalando os momentos normalmente mais olvidáveis do registo; neste caso, embora a final “Left/Right” da sua autoria soe desencaixada e um final muito abaixo do que o CD merecia, o baixista encontra redempção em “Love Is..”, onde a sua emoção crua se conjuga perfeitamente com o sofrimento na voz de Mascis, que entrega ainda o melhor solo de guitarra do disco.

Quem já é fã de Dinosaur Jr. tem aqui tudo para continuar a sê-lo: guitarras que nunca desistem nem desapontam, melancolia abstracta (todas as letras são dirigidas a um you vago e quase adolescente) e o melhor Rock Alternativo reminiscente dos anos 90, com a sua pitada de experimentação à mistura. Quem não conhece a banda, no entanto, irá também encontrar aqui motivos para conhecer mais, sendo que Give a Glimpse… consegue a proeza de não só manter a fasquia alta que os registos anteriores tinham marcado, mas puxa o som dos músicos ainda mais além e soa contemporâneo e relevante ao mesmo tempo que se reveste da intemporalidade de uma banda cujo legado nos remete aos anos 80.