You Me At Six – Night People

Banner RnH

Ao quinto álbum, os ingleses You Me At Six mostram que já não estão aqui para brincadeiras; como já se vinha notando desde os momentos mais pesadões de Sinners Never Sleep em 2011, a banda já não se sente confortável com a pele de boys band do Punk adocicado que os viu nascer em 2008, com Take Off Your Colours.

O vocalista Josh Franceschi, na altura com 18 anos apenas, tem mostrado uma maturidade assinalável, crescendo enquanto músico e compositor ao longo dos CDs e dando no novo registo a sua performance mais notável, claramente inspirado pelo negrume que pauta quase todo o disco.

Apropriadamente baptizado, Night People é um disco de celebração da melancolia, em que os tons sombrios não se entregam ao Emo, mas em vez disso fazem da escuridão força e rejubilam como na faixa-título, música ressonante cujos tons de marcha nos lembram Muse nas suas facetas mais militantes.

De pé bem firme no acelerador, os músicos mostram o seu amor pelo Pop Rock contemporâneo de uns Green Day pós-American Idiot na infecciosa “Swear” ou o balanço entre os riffs de peso e os refrões gigantes orquestrados por Franceschi e pela dupla de guitarristas Chris Miller e Max Helyer, em grande forma, de músicas como “Can’t Hold Back” ou “Plus One” que nos trazem à memória Nothing but Thieves e nos lembram porque é que os You Me At Six já colaboraram com os Bring Me The Horizon.

No entanto, é quando os músicos abandonam a temática negra do álbum que as suas maiores falhas vêm ao de cima, com uma sequência de “Heavy Soul”, “Take On The World” e “Brand New” que decerto fará as delícias dos fãs mais adolescentes, mas que pouco mais deixa para trás do que Pop Punk genérico que já ouvimos os Paramore fazer melhor e baladas sem sabor que foram sempre o calcanhar de Aquiles das bandas no género.

Isto não significa que a banda não saiba compôr verdadeiras delícias em lume brando. “Spell It Out” é munida de um crescendo assombroso e a final “Give” é servida com uma intimidade desarmante, encerrando Night People com arrepios na pele.

Desta forma, ao quinto disco os You Me At Six decidem demarcar-se do Pop Punk luminoso e despreocupado que os trouxe à ribalta e mostram que têm jeito para um Rock mais maduro e sombrio, sem perderem no entanto a sua sensibilidade Pop, num bom prenúncio do que o futuro trará à banda.

You Me At Six – Night People

7.1
You Me At Six - Night People