Vocalista dos Lordi diz que o heavy metal já não reina na Finlândia

Vagos_Banner

Numa entrevista recente à The Age of Metal, Mr. Lordi, frontman dos Lordi, defendeu que a Finlândia já não é o paraíso do heavy metal na terra. Para o vocalista, os artistas deste género musical e outros semelhantes estão a ser outra vez marginalizados neste país, onde bandas como Children of Bodom e Nightwish lideravam as vendas de discos regularmente.

Os Lordi ganharam o Festival Eurovisão da Canção em 2006 com “Hard Rock Hallelujah” e viram o turismo aumentar no seu país graças à sua façanha. Questionado pela The Age of Metal se esta vitória ajudou a consolidar a presença massiva deste género na Finlândia, o vocalista disse: «durante um pequeno período de tempo, sim, mas já passaram quase onze anos (…) entristece-me dizer que agora é hip-hop e rap por todo o lado. É como se metal e rock tivessem sido afastados outra vez para as áreas marginais».

Mr. Lordi também defendeu que antes qualquer pessoa ligava o rádio e ouvia uma música da Madonna seguida de Children of Bodom e Nightwish– «este era o país que tínhamos».

A Finlândia é conhecida pelo número interessante de bandas de heavy metal que alberga. De facto, em 2013 a revista Slate comprovou que a Finlândia é o país do mundo com mais bandas de heavy metal per capita. Este país apresenta 54 bandas de música extrema por cada 100.000 habitantes, ficando à frente da Suécia e da Noruega (27 bandas por 100.000 habitantes).

O último disco dos Lordi, “Monstereophonic (Theaterror Vs. Demonarchy)”, saiu em 2016 através da AFM Records.

Podes ver parte da entrevista do músico no vídeo em baixo.

(Adaptado da Blabbermouth)