free website stats program

Kalmah [Abril 2011]

Antes de mais, queria perguntar: porquê o título “12 Gauge”?
Tal como é dito na letra da música, muitas pessoas na Finlândia suicidam-se usando caçadeiras, o que acontece por abusarem das bebidas alcoólicas e de comprimidos antidepressivos. Há também o aspecto relativo ao passatempo da caça, que eu e o Antti temos, e em que também usamos caçadeiras. E o calibre mais comum é o 12.

No vosso último álbum enveredaram por uma vertente mais thrash, em vez da sonoridade melódica dos
vossos álbuns anteriores. Há uma razão especial para tal?
Acho que já fizemos o suficiente dessa onda melódica… Quer dizer que desta vez quisemos regressar ao bom e velho thrash metal e adicionar-lhe algo de melódico. Por isso o próximo será punk J

A última faixa desse álbum é uma versão da música “Cold Sweat” dos Thin Lizzy. Porque escolheram essa
música e essa banda?
Essa ideia foi minha porque a música é óptima e achei que seria uma música perfeita para fazer uma versão… Em vez de uma qualquer música mais recente de metal, porque essas acabam sempre por soar iguais à original. E claro, é uma dedicatória à excelente banda veterana que eu ouvia imenso quando era um miúdo. Sim, há muitos anos atrás…

Em Agosto virão a Portugal, mais especificamente ao Vagos Open Air. Vão-se focar exclusivamente no vosso
último álbum, ou também planeiam tocar músicas dos outros álbuns?
Vamos tentar tocar músicas de todos os nossos álbuns. Claro que tocaremos mais do “12 Gauge”, mas não tantas assim.

Podem contar-nos uma situação engraçada ou estranha por que tenham passado enquanto banda?
Por exemplo, o episódio que aconteceu quando tocámos no Canadá, há pouco tempo. A companhia aérea perdeu as nossas próprias guitarras, por isso tivemos de usar aquelas guitarras do rato Mickey no nosso primeiro e maior palco, e como podem ver nos vídeos no YouTube, parecemos um bocado ridículos. Como uns autênticos putos.

Qual é a canção que mais gostam de tocar ao vivo?
Para mim é, definitivamente, a “Hook The Monster”. Óptima roupagem de thrash metal agressivo e letra sobre pesca. No próximo Verão irei pescar o monstro J.

Qual é, para ti, o principal ingrediente de uma música?
Um riff de guitarra, absolutamente. Após um bom riff vem o resto.

Qual é a mensagem mais importante que queres expressar com a tua música e letras?
Que o objectivo não é tentar ser tão rápido quanto possível, que tem tudo a ver com a conjugação de factores.

Podes dizer-nos de onde te vem a inspiração para as tuas canções e letras?
Para mim vem da natureza, definitivamente. Da natureza selvagem que nos rodeia nesta parte do Mundo.
Da sua pureza e santidade, onde um homem ainda consegue vaguear durante dias sem encontrar outro homem por perto.

Qual é a vossa opinião acerca dos downloads ilegais?
Como músico, claro que é uma coisa má, mas também acho que é inevitável. Temos que aprender a viver com isso e encontrar outras formas de ganhar a vida. Por exemplo tendo um emprego normal, como todos nós temos.

O que podemos esperar dos Kalmah no futuro? Têm alguns planos especiais?
Vamos conquistar o Mundo a pouco e pouco. Para ser sincero, o nosso plano é continuar a fazer a nossa cena musical e, à margem disso, conhecer sítios interessantes deste Mundo.

Querem deixar uma mensagem para os fãs Portugueses?
Fiquem Kalmah! Mal podemos esperar para vos ver!