free website stats program

Alissa White-Gluz gostava de cantar com voz limpa nos Arch Enemy

A cantora Alissa White-Gluz, atualmente nos Arch Enemy, foi entrevistada pelo canal do youtube Eyescream All Access, entre sobre como foi substituir uma cantora icónica como a Angela Gossow, Alissa ainda comentou sobre o quanto gosta de cantar com voz limpa:

“Sim, quer dizer, eu adoro cantar com voz limpa, é uma das razões por que continuar a trabalhar com as minhas bandas antigas como os Kamelot. Porque da-me.. é como um teatro, eu posso ser a personagem em todas as músicas, as músicas dos Kamelot são muito.. Há sempre uma narrativa e uma história nos álbums e músicas, por isso consigo interpretar uma personagem e cantar de maneiras diferentes. Mas claro, eu grito nelas.

Sabes, nos Arch Enemy, há algumas músicas do “War Eternal”, que nas demos eu acabei por cantar com voz limpa nas demos porque eu pensei que na altura soava bem. O Sharlee (baixista) disse ‘Wow, isso é mesmo bom’ e o Michael disse ‘eu gosto disso’. Mas sabes, temos que pensar no melhor som para a banda. E no fim decidimos.. Acho que no álbum há três ou quatro músicas onde há mesmo voz limpa mas tens que ouvir com muita atenção. Como no coro da “Avalanche” por exemplo, eu estou mesmo a cantar aquilo, mas estou a cantar com um pouco de rouquidão.

E no futuro, caso algumas músicas peçam voz limpa acho que estaremos todos abertos a essa hipótese. Quer dizer, nos álbums anteriores já houve voz limpa mas não era a Angela a cantar, era um convidado. Mas a acho que seria fixe. É apenas uma questão de escrever a melhor canção. Tenho a certeza que o Daniel por exemplo conseguia tocar um pouco de flamengo na bateria, mas isso não quer dizer que teríamos que por numa música dos Arch Enemy. É a mesma coisa aqui. Tem que ficar bem na música.”

Podem ouvir a entrevista completa no vídeo em baixo:

Marco António Pires

Sou amante da música em geral com gostos mais virados para o metal, mas estou sempre disposto a ouvir coisas novas!