free website stats program

Crowdfunding: Os cinco degraus que levam ao sucesso

O crowdfunding está na ordem do dia e este fenómeno pode bem ser aquilo que muitas bandas emergentes com  muito potencial, mas poucos recursos, necessitam para dar ao mundo aquele tão desejado álbum de estreia.

Divulgamos este artigo como forma de inspirar todos os músicos que acompanham estas páginas:

Crowdfunding. É uma palavra assustadora para muitos músicos espalhados pelo mundo. Ainda assim, está cada vez mais vulgarizada nos dias de hoje. Desde artistas que fazem toda a produção sozinhos até aos  tubarões da indústria discográfica, o crowdfunding é a tendência que permite aos fãs de um artista envolverem-se na sua produção, custeando o lançamento de um novo projeto através de donativos via internet, durante um período limitado de tempo, a que chamamos campanha. Em troca, os doadores recebem incentivos especiais que variam de acordo com o valor oferecido.

O cenário mais comum para um artista fazer crowdfunding acontece quando se aproxima o lançamento de um novo disco. Através do crowdfunding, esses artistas oferecem aos fãs uma série de produtos e de experiências (atualizações exclusivas sobre o progresso do trabalho, uma cópia assinada ou adiantada do novo CD, t-shirts, posters, um jantar, uma tarde para compras ou até um concerto particular).

Geralmente, esses produtos e experiências não estariam disponíveis para os fãs. E é por isso que uma campanha de crowdfunding é única. Ela junta várias possibilidades que só podem acontecer dessa forma. A genialidade de uma campanha de crowdfunding é que ela congrega uma ação de relações-públicas que consegue dinheiro e ainda promove o trabalho do artista junto dos fãs, ao envolvê-los. Porque os fãs acompanham a evolução do projeto continuamente via informação privilegiada e porque, já que ofereceram dinheiro para esse projeto, essa experiência torna-se algo pessoal que eles vão querer compartilhar com outros.

A definição de “crowdfunding” pode não ser novidade para muitos. Mas é um assunto quente entre a comunidade dos músicos, e muita gente pergunta: “Vale a pena? E como é que eu faço uma campanha de crowdfunding de SUCESSO?”

Como uma artista independente que acaba de finalizar com sucesso uma campanha, usando a plataforma Pledge Music, eu gostaria de oferecer alguns conselhos para todos os que pensam lançar uma campanha de crowdfunding ou que já têm uma em curso. Aqui vão 5 dicas que fazem do crowdfunding uma experiência positiva e bem-sucedida.

1. Divulguem a vossa história

Criar e contar a vossa história é o cerne da campanha.

Há milhares de artistas pelo mundo fora angariando dinheiro para fazer o próximo álbum. O que é que o vosso projeto tem de especial? Porque é que o vosso se destaca? Como é que as pessoas se sentirão satisfeitas acompanhando essa jornada e oferecendo dinheiro?

Uma grande parte da minha história não é apenas sobre angariar dinheiro para o meu projeto, mas também conseguir dinheiro para a minha comunidade. A cena musical onde cresci é muito importante para mim e para os que me rodeiam. Temos uma série de concertos de verão no telhado de um estacionamento a que chamamos de “The Rooftop Concert Series.” Este ano, esses concertos estavam em perigo de ser cancelados por falta de fundos. Como parte do meu esforço para angariar dinheiro para o meu novo álbum, prometi que encaminharia 30% do que juntasse para a Rooftop Concert Series, ajudando a salvá-la e mantendo esse evento cultural da minha cidade. Isso fez com que as pessoas ficassem um pouco mais envolvidas, porque deu aos fãs uma perspetiva das minhas raízes e não só uma, mas duas razões benévolas para contribuir.

2. Escolham um valor

Decidir quanto querem angariar é uma luta para muitas pessoas. Eu não recomendo que se confie apenas numa campanha de crowdfunding como espinha dorsal da carreira. Crowdfunding é um conceito feito para projetos que tenham princípio, meio e fim. Não querem estabelecer uma meta que é alta demais para ser alcançada e, ao mesmo tempo, não querem estipular um valor que não será suficiente para suprir as condições necessárias ao projeto.

Descubra qual é o valor de apoio médio da plataforma que vão usar na campanha (Kickstarter, Indiegogo, Pledge Music, etc.) Dividam o montante de dinheiro que colocaram como meta pelo apoio médio que as pessoas dão na plataforma que vão usar. O resultado dessa equação é, mais ou menos, o número de pessoas que precisam de sensibilizar e tornar doadores para serem bem-sucedidos.

Por exemplo, se a meta é levantar US$ 10.000 e o benemérito na sua plataforma doa, em média, US$ 50 você vai precisar de aproximadamente 200 doadores para o projeto. Façam a pergunta, será que conseguem mobilizar esse número de pessoas com os seguidores que já têm nas redes sociais e entre os contactos de e-mail. Tenham em consideraçã a comissão que a plataforma on-line cobra, e também a percentagem que tenham prometido doar para instituições de caridade.

3. O poder do vídeo

Ver é crer. Criar um vídeo de boa qualidade para “vender” a campanha é essencial. Quando as pessoas podem ver e sentir a paixão que vocês têm por aquilo, elas vão querer estar convosco. As pessoas estão a investir em vocês como pessoas tanto quanto estão a investir no vosso projeto. Gravem vídeos no decurso da campanha para que as pessoas possam ver como as coisas evoluem. Mostrar progresso fomenta o sucesso e a energia positiva converte-se em doações e apoios. Nunca implorem dinheiro ou reclamem que o dinheiro não está a chegar à velocidade desejada.

4. Simplifiquem os Incentivos

Este é um dos aspetos da minha campanha que gostaria de alterar, se pudesse. Ofereci demasiados incentivos. Para os possíveis mecenas, isso é complicado. O nosso cérebro quer aquilo que é fácil, rápido e gratificante. Oferecer muito pode acabar por prejudicar a campanha.

Além disso, quando a campanha chegou ao fim, tive que vender a minha alma durante um verão inteiro para conseguir dar conta de todos os incentivos e experiências pessoais que tinha oferecido. Por um lado, foi ótimo conhecer pessoalmente muitos dos meus fãs ou por telefone e por Skype. Mas, por outro lado, estava exausta e toda minha família começou a ser prejudicada por causa “da minha agenda superlotada.

O que me leva ao próximo conselho…

5. Planeiem com visão de futuro

Certifiquem-se que têm tempo suficiente na agenda para dar conta de todos os incentivos prometidos. Isso faz parte da campanha que vai levar grande parte do vosso tempo. Mais do que as pessoas pensam. Também tenham em conta os custos que terão com correspondência e possíveis viagens. Estar preparado para resolver todos os assuntos pendentes, logo que a campanha estiver terminada, é essencial.

Terminar uma campanha de crowdfunding é uma experiência satisfatória e frutífera, se conseguirem manter uma atitude positiva durante o processo. Usem toda a vossa paixão que, como artistas, vocês têm certamente no interior. Preparme-se para trabalhar duro, fazer das tripas coração e vejam o número de fãs crescer.

Adaptação de 5 steps to crowdfunding success
Por Mindy Gledhill