free website stats program

Evergreen Terrace [Setembro 2014]

No mês passado, a banda americana de hardcore melódico Evergreen Terrace passou por terras londrinas. Entre cervejas, whisky e muitas gargalhadas, a Rock’n’Heavy esteve à conversa com a banda, cujo nome é tão peculiar quanto cada um dos membros que a compõe. Descubram porquê.

O nome  Evergreen Terrace está relacionado com a rua onde moram os Simpsons. Como é que surgiu esta ideia? Há algum significado especial relacionado?

Jason: Surgiu com o nosso primeiro baixista, o Josh Smith, que ficou na banda por pouco tempo, menos de um ano. Não há um significado muito profundo por detrás do nome, é só o nome da rua dos Simpsons e surgiu apenas por diversão, era um nome fixe.

Aquela pergunta que toda a gente vos faz : de que forma evoluíram como banda até ao mais recente álbum DEAD HORSES?

Jason: Quando és mais novo e és um puto de 19 anos, acabas por procurar influências noutras bandas…

Craig: Mas agora escrevemos músicas bem melhores. Acabamos por criar a nossa própria identidade como banda.

 

Onde vão buscar inspiração para as letras das músicas?

Craig: Basicamente, escrevemos sobre o que nos acontece, sobre as nossas vivências, leituras que fazemos ou sobre a própria cultura pop.

Jason: Quando escreves letras tentas retratar um determinado momento, não podes contar uma história muito longa. Escrevemos sobre uma determinada situação mas só temos alguns minutos para o expressar.

[Quem escreve as letras, já agora?]

Craig: O Jason e eu escrevemos as letras para o último álbum. E o Andrew escreveu algumas, também. É um acto colaborativo, às vezes apareço eu com uma música, outras vezes é o Jason…

Jason: Outras vezes eu penso numa melodia e ele acrescenta as letras para se adequarem a essa melodia. O processo não é assim muuuito excitante. Estás sentado na tua sala de estar a ouvir a mesma música imensas vezes sem conta, com uma caneta e um caderno à frente….

Craig: Geralmente bêbado ou drogado. Ou os dois.

 

 Agora vou entrar num campo um pouco mais pessoal. Se não tivessem a banda, o que estariam a fazer neste momento das vossas vidas?

Nós trabalhamos quando estamos na nossa terra!

[então a banda não é a tempo inteiro…]

Brad: Estamos a chegar lá! Nós estivemos parados por um tempo. Não lançávamos um álbum há 4 anos! Agora que lançamos o “Dead Horses”, fizemos uma digressão.

Craig: Temos muita sorte, porque os nossos trabalhos permitem-nos fazer isto.

Zander: Todos nós temos empregos porreiros que nos permitem fazer isto e voltar a trabalhar.

Jason: Eu dou o meu máximo quando trabalho, e trabalho tanto que quando peço para me darem uns meses de folga para ir em digressão, eles não têm nenhuma razão para me dizer que não!

Craig: O Brad, por exemplo, tem o seu próprio negócio…

Brad: Posso pedir folgas ao patrão sempre que quiser! Agora estamos a trabalhar com um novo agente. Depois de termos lançado o álbum, imensa gente se perguntou “Esta banda ainda existe?”Estivemos parados durante muito tempo, e agora os promotores estão a começar a perceber que sim, ainda damos concertos. Estamos a tentar ir para a América do Sul, para a Austrália, no início do próximo ano…

[e Portugal!!!]

… e Portugal! Especialmente Portugal. Dois meses em Portugal!

Xander: Três concertos lá e ir de férias em Portugal por 2 meses!

 O que podemos esperar do concerto de hoje?

Jason: Vamos dar o nosso melhor.

Xander: Vamos sair do concerto muito suados!

Craig: Vamos tocar o mesmo que temos tocado ao longo da digressão, quer estejam três pessoas ou a sala cheia. Isso já nos aconteceu algumas vezes… De qualquer maneira, estamos aqui para tocar o nosso set e divertirmo-nos.

Jeremy: Todos nós temos dado o nosso melhor, não importa o quão cheia está a sala. Mesmo magoadas, as pessoas ainda compram bilhetes para o concerto!

Craig: Quando chegamos ao Reino Unido tivemos alguns problemas e chegamos atrasados ao nosso concerto. Metade das pessoas já tinha ido embora, mas demos o concerto na mesma e o público que ficou para o estava ao rubro, cantaram connosco… no final, foi um grande concerto! Alguns dos que tinham ido embora acabaram por vir ao nosso concerto de ontem. Foi muito bom, fizemos amigos e divertimo-nos imenso.

 E para acabarmos em grande, vamos fazer um pequeno jogo.

 [Qual é o vosso… lugar favorito]

Craig: Isso é difícil… talvez viver numa montanha em algum lugar.

Xander: Colorado.

Jason: Gostava de viver nas montanhas, longe de muta gente.  Ou viver numa praia, longe de muita gente.

Craig: Eu gostava de ter uma barraca de bananas…

[Bebida favorita]

Todos: Whisky!

Craig: Café para o Jeremy.

Zander: O que eu vou dizer é incrivelmente entediante, mas a minha bebida favorita é água. Bebo pelo menos dois litros de água por dia, provavelmente mais.

[um rapaz saudável aqui!]

Nãaooo, eu bebo muita água, porque também bebo muito whisky!

[Jogo favorito]

Jason: “Mario Kart” no Game Cube.

Xander: Eu escolho o “Golden Eye”, Nintendo64.

Brad: “Zelda II” para PSP.

[Raça de cão favorita]

Jeremy: Shiba Inu!

Xander: Por acaso arranjei um cachorrinho Pastor Alemão há uns dias e ele está à minha espera lá em casa quando eu chegar.

Craig: A minha raça de cães favorita é o gato.

[estação do ano favorita]:

Xander: Somos da Florida, portanto há apenas duas estações do ano onde vivemos: verão e fevereiro.

Outubro também é bom. Não é muito frio.

 

Muito obrigada pela vossa disponibilidade! Foi muito bom ter-vos conhecido e espero ver-vos novamente em breve! Em Portugal talvez. Os vossos fãs portugueses estão à vossa espera. Vemo-nos pelo concerto, até já!

Até já! Cumprimentos para todo o pessoal em Portugal!