free website stats program

Idol Of Fear – All Sights Affixed, Ablaze

Oriundos da cidade canadiana de Toronto, os Idol of Fear lançaram , recentemente, este All Sights Affixed, Ablaze que a uma primeira audição nos cativa de forma quase imediata pelas diversas camadas estruturantes que compõem este Metal denso, espesso e negro. Mas, no entanto, este não é um disco de Black Metal e procurarmos uma classificação tipológica será um trabalho inglório.

Há uma linha conceptual que percorre quer a banda, quer este disco em particular. ASAA inspira-se no filme, O Sétimo Selo de Ingmar Bergman (1957), ou seja, constitui uma espécie de litania negra e profana sobre a vida, a morte e a existência de um Deus. Daí que a célebre frase do filme de Bergman nos ocorra ao pensamento à medida que escutamos as músicas:

“We must make an idol of our fear and that idol we shall call God.”

Em termos líricos, a composição é bastante refinada e explora os temas do oculto de uma forma poética e não podemos deixar de nos sentir contagiados pela dicotomia locus amoenus/locus horrendus plasmada em temas como “Morningstar”. Assim, melodia e agressividade nas doses certas contribuem para dar a este universo musical uma riqueza e diversidade que merecem sem dúvida audição atenta.

As músicas são por norma longas e permitem uma catarse dos sentidos. Ouça-se “Circle Of Vortices” e o tema título, “All Sights Affixed, Ablaze”. Na verdade, o álbum abre de forma particularmente acutilante com os quatro temas iniciais a constituírem a sua parte mais marcante. Até ao final realçamos ainda “It Militates” como um dos momentos mais intensos e opressivos do álbum.

Para todos aqueles que não visam apenas o Metal extremo mais direto e cru e procuram experiências sensoriais mais inquietantes e profundas, este All Sights Affixed, Ablaze afigura-se como um valor seguro.