free website stats program

Jimmy Page prevê o fim permanente dos Led Zeppelin

A propósito das re-edições de Led Zeppelin IV Houses Of The Holy, o guitarrista disse à NME que “não acho que isso seja uma possibilidade ou que haja hipótese, por isso não há muito que possa dizer. Não vou dizer em detalhe o que toda a gente diz, mas posso dizer que não parece provável, não é?” quando questionado sobre o regresso da sua banda de sempre.

Estas declarações vêm seguir os comentários do vocalista Robert Plant, que vem dizendo repetidamente não ter interesse em reavivar os Led Zeppelin, dirigindo-se a Page e afirmando que “ele tem de dormir, descansar bem e pensar de novo. Temos todos uma grande história junta e somos como irmãos, temos estes momentos de discórdia, mas é a vida.”

O cantor ainda desenvolveu mais, dizendo que “tenho pena dele. Ele sabe que tem os cabeçalhos se quiser, mas não sei o que ele está a tentar fazer, por isso sinto-me um bocado desapontado e admirado.”

Plant disse ainda que preferia tocar com o seu novo grupo: “Temos passado pelo mundo todo, incendiando os locais onde vamos e é tão melhor fazer isso do que estar constantemente a reviver os velhos êxitos”.

No entanto, quando confrontado com isto, Page disse que planeava ir além desses êxitos, falando até em formar uma nova banda. “Se eu fosse tocar de novo seria com músicos que seriam… Alguns nomes iriam ser novos. Ainda não os juntei, mas vou tratar disso no próximo ano.”

“Se eu fosse tocar, seria para cobrir toda a minha carreira, desde as minhas gravações antigas nos Yardbirds; haveria também algum material novo, de certeza.”

Para concluir, o guitarrista disse que “eu adoro tocar ao vivo, a sério que sim. Concertos são sempre um desafio interessante porque significa que podes mudar as coisas à medida que vais tocando todas as noites. Podes torná-lo numa aventura ainda maior. Eu iria tocar tudo aquilo que sou conhecido por tocar, instrumentais da “Dazed And Confused”, etc, etc”.