free website stats program

Marilyn Manson quer SIDA para o Natal

O músico de 45 anos gerou controvérsia ao brincar e dizer que já pediu várias vezes que lhe transmitissem o estado final da SIDA várias vezes como presente da época festiva e que está desapontado de nunca ter contraído a doença.

Warner afirmou que “Não me incomoda quem não me dá presentes no Natal, mas eu detesto dar prendas e sempre pedi SIDA no Natal, mas infelizmente nunca consegui.”

Manson tem Pale Emperor, o seu nono álbum de estúdio, agendado para sair no próximo mês, despreza as festividades pois reclama que recebia menos prendas no seu aniversário, a 5 de Janeiro, durante a infância.

Ele elaborou, dizendo que “O Natal é um feriado que eu não gosto muito, é mesmo antes dos meus anos, por isso enquanto criança tinha de aceitar uma prenda em vez de duas e divertia-me mais em feriados não religiosos.”

“Cresci numa escola cristã e detestava os elementos religiosos, mas também cresci numa casa em que o Natal não era celebrado porque o meu pai o detestava e eu o associava ao Pai Natal.”

Para contrariar o espírito festivo da época, as medidas do músico incluíram “queimar uma árvore de Natal, pintar uma de preto e agora tenho uma bola de Natal Nazi que alguém me deu como prenda.”

Manson concluí dizendo que se o Pai Natal lhe descesse pela chaminé, “Atirava sobre ele como se fosse um ladrão.”