free website stats program

Metallica – Robert Trujillo diz que houve mais colaboração da banda em “Death Magnetic”

Rob Trujillo falou sobre o papel que teve no último álbum de estúdio dos Metallica – “Hardwired… To Self-Destruct”:

“Este álbum foi diferente do “Death Magnetic” de 2008. O “Death Magentic” foi um álbum em  que realmente houve uma colaboração por parte da banda, este foi tele-guiado pelos riffs do James. Tínhamos tantos riffs, e todos soavam muito bem e decidimos ir em frente com os riffs dele, por isso resultou de uma acumulação dos riffs do James“.

“A minha função passa por dar sempre o meu contributo à banda independentemente do que seja. Por vezes são ideias para músicas como foi o caso do “Death Magnetic“, muitas das minhas ideias estão lá. Desta vez foi mais o Hetfield que contribuiu, mas apoio isso – sou como o Joe Walsh dos Eagles, tal como ele disse uma vez, “faço o que for preciso para ajudar os Eagles!”

“Sim, sou um compositor, mas quando estou aqui com o Lars, James e Kirk, estou aqui para apoiar independente do que tenhamos que fazer. Nos meus primeiros anos com eles (desde que entrei para a banda 2003), não tinha espaço para criar porque tive o meu primeiro filho e ainda estava a aprender o reportório dos MetallicaNão estava numa de compor, mas acabei por ajudar o Kirk com as suas ideias porque ele tinha um CD com cerca de 300 ideias”.

You may also like...