free website stats program

Pesquisa afirma que “Bohemian Rhapsody” dos Queen é melhor do que sexo

Não há grandes dúvidas de que a música Bohemian Rhapsody, dos QUEEN, é uma das mais notáveis e emblemáticas músicas de sempre.

Uma recente pesquisa feita pela Spotify, encabeçada pelo psicólogo musical Daniel Müllensiefen, da Universidade de Londres, foi ainda mais longe, chegando a afirmar que a música é “melhor do que o sexo”.

O estudo procurou examinar a relação entre a música, o amor e a sedução a partir do depoimento de 20 mil pessoas com idades entre os 18 e os 91 anos.

A música “Sexual Healing”, de Marvin Gaye, é a ideal para se ouvir durante uma relação sexual, por exemplo, enquanto a dos Queen foi citada por um em cada três entrevistados como melhor até que o próprio acto.

Segundo Müllensiefen, “a música é capaz de activar as mesmas zonas de prazer do cérebro que a comida e o sexo”. O psicólogo assinalou que o êxito destas “obras-primas épicas” reside na sua capacidade de “superar as nossas expectativas musicais e ir por um caminho diferente”.

Como conclusão, o estudo “A Ciência por Trás da Canção”, publicado esta quarta-feira (dia 24), também destaca que mais de 40% das pessoas entrevistadas dizem ouvir música durante as relações sexuais.