free website stats program

Randy Blythe queima acidentalmente o pénis (Mas… está tudo bem!)

Randy Blythe explicou (com bastante detalhe, diga-se) através do seu Instagram o seu mais recente incidente, poucos meses depois de ter sido declarado inocente das acusações que remontam a 2010, quando um jovem fã da banda sofreu ferimentos fatais, durante um “stage dive” ocorrido num concerto da banda em Praga, República Checa.

Uma das piores coisas imagináveis que podem acontecer a um homem é queimar o próprio pénis, seja num acidente ou de qualquer outra maneira. No final da última semana, o vocalista da banda americana de Groove Metal disse no seu Instagram que tinha acabado de fazer exatamente isso:

AVISO: O CONTEÚDO QUE SE SEGUE PODE FERIR SUSCEPTIBILIDADES

Nem sequer sei porque é que estou a publicar isto. Ainda devo estar chapado por causa da dor.

Há momentos de dor física extrema nas nossas vidas que jamais iremos esquecer. Esta noite tive um desses momentos. O sol estava a pôr-se e estava uma noite magnífica; ia até à mercearia, a conduzir pela costa nos meus calções de surf e a beber aos poucos o meu café, que estava a escaldar. Estava a ouvir uma música agradável de piano e a virar à direita quando tive a infeliz ideia de colocar o copo entre as pernas. Enquanto virava a minha carinha, a trautear alegremente ao som da música, aconteceu uma explosão branca de agonia nas minhas virilhas. A tampa do meu copo tinha-se soltado, e fogo líquido em forma de café tinha coberto o meu… bem, tinha coberto o meu pénis.

Perdi brevemente controlo sobre o camião, guinei para a outra faixa em sentido contrário e foi por um triz que não bati noutro camião. Lá consegui entrar num parque de estacionamento e tentar perceber a atrocidade que tinha feito a mim mesmo. Durante um ou dois minutos pensei que ia vomitar, depois voltei a mim mesmo e comecei a conduzir até casa para fazer o que eu sabia que tinha de ser feito. Tinha de o pôr no gelo.

Não é normal falar com o meu pénis, não tem um nome nem nada que se pareça, mas se algum dia fossem precisas palavras encorajadoras ao meu companheiro de longa data, era este. Enquanto nos levava lentamente de volta a casa, gritei-lhe, em agonia, coisas como: OH CÉUS, MEU. OH MEU DEUS, AQUILO DOEU PARA CARALHO. AGUENTA-TE AÍ, PARCEIRO. OH CÉUS, AGUENTA-TE AÍ. NÓS VAMOS CONSEGUIR. NÃO PERCAS A ESPERANÇA. OH MEU DEUS, MEU. OH CÉUS, AGUENTA-TE AÍ, MANO. Devo ter parecido um verdadeiro louco. Quando cheguei a casa, ele entrou num copo de água gelada durante um bocado. Tenho fé que ele irá recuperar. Podem-se rir – toda a gente a quem contei isto riu-se, incluindo a minha mulher. Há dias em que não vale mesmo a pena sair da cama. Boa noite.

Ontem à noite, Randy voltou a publicar uma atualização no Instagram:

Nunca pensei que algum dia escreveria algo como isto, mas aqui fica uma atualização sobre o estado de saúde do meu pénis: ESTÁ 100% RECUPERADO E COMPLETAMENTE FUNCIONAL, COMPLETAMENTE CAPAZ DE DESEMPENHAR QUALQUER DAS SUAS TAREFAS NORMAIS. Sem cicatrizes, sem crostas e sem síndrome pós-traumática; está como novo. Suponho que demorou um bocado (tipo uma semana) até que os sites de notícias de metal pegassem nesta notícia importantíssima (obviamente), mas pegaram (devem estar a pegar em tudo, ou deve ser uma daquelas semanas paradas – só escrevi aquela história para vocês se rirem um bocado – raios, tudo o que eu fiz foi virar café quente sobre o meu soldado – tenho a certeza que vos acontece todos os dias).

Agora estou a receber mensagens de amigo a dizer coisas como “Ouch! Estás bem?”, ou “Lamento imenso pelo que aconteceu ao CAPITÃO, meu.” – o surto de preocupação pelo bem-estar do meu pénis é certamente emocionante (traz-me lágrimas aos olhos, a sério), mas não é como se alguém o tivesse tentado cortar ou como se ele tivesse aprendido a fazer contas – ISSO sim seria merecedor de notícias.

De qualquer forma, no que diz respeito a pénis, e a tudo na vida, o que não nos mata, torna-nos mais fortes. Este vídeo é de há dois dias, bem depois do incidente escaldante em questão, e pergunto-vos, amigos, isto parece a queda de alguém que não controla totalmente o seu pénis? Teria alguém com agonia peniana a presença de espírito para acenar adeus à câmara tão graciosamente? NÃO, NÃO TERIA. O meu mano teve um pouco dorido durante dois dias, só isso. Ok, chega de falar do meu pénis, nunca o voltarei a mencionar aqui. PS- Agora tenho imenso cuidado com o café no carro, uso sempre o suporte para copos.