free website stats program

Tim “Ripper” Owens: “Eu não teria desistido dos Judas Priest”

Tim “Ripper” Owens (ex. Judas Priest, ex. Iced Earth) foi recentemente entrevistado pela organização Dubai’s Mainstage Events e perguntaram-lhe como foi a saída dele dos Judas Priest em 2003 após uma ligação de 7 anos com os gigantes do heavy metal:

Foi normal. Nós sabíamos o que ia acontecer.. eu pelo menos sabia. Eu tinha acabado e gravar um álbum com os Iced Earth e eu meio que senti que o meu tempo com os Judas Priest estava no fim. E de uma certa maneira eu meio que estava a desejar que acabasse para assim me mudar para os Iced Earth e fazer outras coisas. E foi o melhor que podia acontecer com os Judas Priest, com o Rob Halford e comigo. Eu não teria desistido dos Judas Priest. Eu teria ficado lá para sempre porque eu adoro os rapazes e eu adorava o que fazia com eles. Mas como carreira, para puder fazer outras coisas com a minha carreira, eu tinha que sair. Por isso foi tudo na boa. Foi algo que.. não me ofendeu quando os Judas Priest me deixaram ir. Eu acho que ofendeu alguns familiares e amigos na altura, mas a minha relação com os Judas Priest e com o Rob Halford não se alterou, seremos sempre grandes amigos.”

Podem ver o resto da entrevista neste video:

Noutra entrevista, esta para o site CantonRep.com, foi perguntado ao Tim o que acha dos fãs que não gostam da sua fase nos Judas Priest:

“Alguns nunca vão dar uma oportunidade. A parte mais gira nisto é que eu sou um fã de Judas Priest desde o inicio. Se eu tivesse ouvido o “Jugulator” ou o “Demolition” e depois fosse ouvir ao vivo eu diria: “isto é muito bom”. Alguns fãs olham para esses álbums e dizem: “eu nunca vou aceita-los”. Isso é fixe. Eu compreendo a 100%. Quando alguem pensa em Judas Priest vem logo á memoria o Rob Halford, o Glenn Tipton, K.K. Downing e o Ian Hill.”

Questionado sobre se teria feito algo diferente se tivesse oportunidade:

“Eu não me arrependo de nada do que fiz porque isso me permitiu fazer o que faço agora. Eu provavelmente nunca faria a cena com a mota. Não foi uma ideia minha. A banda disse: “ouve, não é uma cena do Rob, é uma cena dos Judas Priest”. Mas era uma cena do Rob. Eu sabia que ele iria voltar para a banda mais cedo ou mais tarde e eu sinto saudades de estar com eles e de ir em tour porque era muita diversão.”

Marco António Pires

Sou amante da música em geral com gostos mais virados para o metal, mas estou sempre disposto a ouvir coisas novas!