free website stats program

Vinnie Paul acha que os novos bateristas de metal “tocam muito”

Vinnie Paul, ex-membro dos Pantera e actual membro dos Hellyeah, afirma que ainda adora todos os bateristas lendários que cresceu a ouvir, mas não consegue apreciar os novos bateristas do metal porque “tocam muito”.
Convidado pelo frontman dos Hatebreed, Jamey Jasta, para o seu podcast, The Jasta Show, Paul falou das suas influências, “Eu sempre adorei aqueles gajos que me faziam querer tocar. O John Bonham, é provavelmente o melhor baterista de sempre. Todos queremos tocar bateria como ele. O Alex Van Halen… Eu adorava a maneira dele tocar por causa do excesso de energia. Ele fez músicas entusiasmantes, arrastando tudo que já vinha com ele. O Tommy Aldridge foi o gajo que me fez tocar com o pedal duplo. Eu ouvi-o a tocar ‘Boom Boom (Out Go The Lights)’ com a banda do Pat Trevers e vi-o a fazer algo com os pés que não conseguia ouvir as pessoas a fazer aquilo com as mãos.”
“Mas estes bateristas novos, eles tocam muito, na minha opinião. Eu sempre me considerei um baterista com groove, e um beat explosivo não tem muita groove. Estes novos bateristas tocam tanto que já não se trata da música, é como uma sessão de show-off, ‘Olhem para mim. Aqui vou eu.’, é algo muito diferente.”.
O baterista dos Hellyeah também falou do quarto álbum, “Blood For Blood”, que vendeu 17,000 cópias na primeira semana de lançamento, atingindo o 18º lugar na tabela da Billboard.