free website stats program

Vita Imana [Agosto 2014]

Os Vita Imana apresentam-se no palco do Vagos Open Air no próximo Domingo, dia 10 de Agosto, mas antes disso estiveram aqui na Rock n’Heavy para nos aguçar a curiosidade acerca desse concerto e ainda nos fizeram algumas revelações:

Primeiro que tudo, obrigado por terem concedido esta entrevista.
Obrigado nós, não têm que agradecer!

Neste momento, estão em tour por toda a Espanha, com datas agendadas até ao final do ano. Há ainda uma tour no México e um concerto em Portugal, no Festival Vagos Open Air.  Já conheciam este festival?
Sim, claro. O Vagos Open Air é um dos festivais de Verão mais importantes na Europa e um dos maiores em Portugal. É conhecido em Espanha e estamos muito contentes pela oportunidade de tocarmos lá este ano, é um sonho para nós!

Vita Imana toca no último dia do VOA, ao lado de bandas como Gojira e Paradise lost. O que têm a dizer acerca do cartaz? E alguma vez tocaram com as bandas desta edição do VOA?
Sim, nós já tocámos com algumas bandas que vão estar presentes este ano no VOA. tocámos com Gojira três vezes (Wacken, ViñaRock e Ressurection Fest), tocámos com Sylosis, com Paradise Lost na República Checa e com os nossos irmãos Angelus Apatrida algumas vezes também.
O cartaz é impressionante, há vários géneros de músicas e uma grande quantidade de bandas de primeira. Achamos que os fãs conseguem encontrar o que querem, Metal, Trash, Gothic, Death, Black, Heavy… Se querem ouvir grande música e grandes bandas… podem fazê-lo no VOA.

O VOA vai ser o vosso primeiro palco em Portugal (Penso eu). O que sabem acerca de Portugal, o nosso cenário musical e o público português?
Claro! Esta performance vai ser a nossa primeira vez a tocar em Portugal, não nos perguntem porquê, mas é verdade. Nós tentámos tocar aí várias vezes, mas nunca conseguimos. Achamos que Portugal tem um cenário musical muito bom e até já tocámos com algumas bandas portuguesas como Switchtense, Devil in Me, Death Will Come ou Hills Have Eyes. Os concertos deles são fantásticos e a comunicação que têm com as pessoas é incrível… simplesmente brutal!

Como tem sido a experiência desta tour, até agora, e o que esperam do que possa acontecer daqui para a frente?
Até ao momento estamos muito contentes com a tour actual. A situação em Espanha é complicada e não é de todo um bom momento para a música espanhola, mas estamos a ter uma resposta fantástica por parte dos nossos fãs em todos os concertos e isto é muito positivo para nós. Esperamos continuar assim até ao final do ano com mais concertos e festivais e no próximo ano também, até porque esse será um grande ano, visto que celebramos 10 anos enquanto banda

Este ano lançaram o vosso novo disco “Oceanidae” e podemos constatar que há um aumento em maturidade e algumas mudanças na sonoridade do mesmo. O que podem dizer acerca das diferenças comparando com o álbum anterior “Uluh” (2012)?
Oceanidae é uma experiência mais progressiva em relação ao Uluh. O último álbum tinha as primeiras ideias com vários ambientes separados, mas Oceanidae é o último passo para mostrar que este novo disco é o nosso melhor trabalho até ao momento.

Qual foi o feedback dos fãs em relação ao novo disco “Oceanidae”?
O feedback dos fãs em relação ao Uluh foi óptimo, mas com o novo álbum, tem sido FANTÁSTICO! Muitas pessoas dizem que o Oceanidae pode ser transportado para o outro lado, portanto estamos muito orgulhosos. Todos cantam as letras e sentem cada riff.

Depois de tantas entrevistas acerca do novo álbum, qual foi a questão que nunca vos perguntaram? Poderiam responder?
A questão seria sobre preferirmos ou não cantar em inglês, mas continuamos a fazê-lo em espanhol.

Têm algum anúncio especial ou algumas palavras para os fãs portugueses?
Preparem-se…VITA IMANA chegará a Portugal pela primeira vez dia 10 de Agosto. Não percam o nosso concerto no VOA… nunca irão esquecê-lo, prometemos!